fusca poético

O projeto tem como proposta uma intervenção plástica em um fusca dos anos 60. O tema escolhido para a reflexão e intervenção no veículo foi a questão do trânsito que, cada vez mais caótico nos centros urbanos brasileiros, é um tema a ser discutido pelos profissionais da área. O FUSCA, carro que remete ao crescimento econômico e à produção em massa da indústria automobilística brasileira nacional do final da década de 50 foi ironicamente coberto com rodas de bicicleta, e simboliza uma alternativa de transporte não motorizado, ecológico e saudável, propício ao século XXI.

O POEMA DA BICICLETA, escrito por um poeta moçambicano, estampado sobre o veículo nos remete ao sonho, ao caminhar inusitado e infinito que a bicicleta proporciona. Pedalar é assim: “vivenciar a cidade possível sob forma de sonho”.

ficha técnica
ano 2013
autoria cristiana pasquini
colaboração ana caroline marcondes, camila assad, jacqueline sana, leandro ventura, lorena calegari, renata abdala e wesley wiesel

"Era uma vez
Uma bicicleta
Que eu tinha
Que era minha...
Que não tinha rodas
Mas que rodava comigo
Mundo a fora
Afora o horário
E eu nem amava o sonho
Pois não sabia
Aquilo o que era
Só sei que viajava
E achava bonito
Pedalar, sem cessar
Sem cansar
Sem sair do lugar
Ir a todo lugar
Até chegar no fim
(do sonho);
Uma bicicleta nova
Que nunca me levou...
A lugar nenhum"

(Cordeiro – poeta moçambicano)

grupoDEArquitetura

rua prof. hugo mielle, 338 | vila santa helena

19015-640 | presidente prudente, sp

+55 18 3928.1285 | +55 18 98111.0090

©2017